23 de Julho de 1914 – O Império Austro-Húngaro entrega um ultimato a Sérvia

Quase um mês após o atentado que acabou com a morte do herdeiro ao trono do Império Austro-Húngaro em Sarajevo, Bósnia, os austríacos entregam um documento para o governo Sérvio com medidas imediatas a serem obedecidas. 

A não aceitação dos Sérvios resultaria numa invasão militar total, o que era desacreditado por muitos que o consideraram somente mais uma justificativa para o belicismo. Contudo, poucos acreditavam, inclusive os ministros exteriores da Alemanha e da Rússia, que a disputa balcânica acabaria arrastando estes dois gigantes para uma guerra global.

Eis as 10 medidas :

  1. Suprimir qualquer publicação que incite o ódio e a desobediência a monarquia austríaca;
  2. Dissolver imediatamente a sociedade Narodna Odbrana¹ e proceder do mesmo modo contra outras sociedades engajadas na propaganda anti-áustria.
  3. Eliminar de instituições públicas sérvias quaisquer aspectos que sirvam para fomentar a propaganda anti-áustria;
  4. Remover do serviço militar todos os oficiais ligados à propaganda anti-áustria, oficiais que deverão ter seus nomes dados ao governo Austro-Húngaro;
  5. Aceitar a colaboração de organizações do governo Austro-Húngaro na supressão de movimentos subversivos direcionados contra a integridade territorial da monarquia;
  6. Iniciar uma investigação judicial contra os cúmplices da conspiração de 28 de junho que estão em território sérvio, com órgãos delegados pelo governo Austro-Húngaro fazendo parte da investigação;
  7. Prender imediatamente o Major Voislav Tankosic e o oficial sérvio Milan Ciganovitch, comprometidos pelas investigações preliminares empreendidas pela Áustria-Hungria;
  8. Providenciar por meio de efetivas medidas a cooperação da Sérvia contra o tráfico ilegal de armas e explosivos atráves da fronteira;
  9. Fornecer a Áustria-Hungria explicações sobre declarações de altos oficiais sérvios tanto na Sérvia quanto no exterior, que expressaram hostilidades para com a Áustria-Hungria; e
  10. Notificar a Áustria-Hungria sem demora a execução dessas medidas.

O governo Sérvio aceitou todas elas, exceto a medida de número 6, o que julgou uma violação gravíssima da soberania Sérvia. Entretanto, como todas as medidas não foram aceitas, o Imperador Franz Joseph determinou uma declaração de guerra feita em 28 de Julho de 1914.

_____________________________________________

¹Narodna Odbrana: (em sérvio cirílico: ??????? ???????, literalmente, A Defesa do Povo) era um grupo nacionalista sérvio que foi criado por volta de 1908 como uma reação à anexação da Bósnia e Herzegovina (onde havia uma grande concentração de sérvios) pela Áustria-Hungria. Na época, os sérvios manifestaram a necessidade de proteção dos sérvios na Áustria-Hungria com a criação de uma organização defensiva, que era o Odbrana Narodna. Para alcançar seus objetivos, o Odbrana Narodna divulgou propagandas, bem como a organização de forças paramilitares. mediatamente após a anexação da Vardar Macedônia ao Reino da Sérvia, os macedônios eslavos foram confrontados com a política de “servianização” forçada. A população da Macedônia foi forçada a declarar-se sérvia. Aqueles que se recusaram foram espancados e torturados. De acordo com o Relatório da Comissão Internacional para Inquirir sobre as Causas e Conduta das Guerras dos Balcãs, os membros do Odbrana Narodna cometeram graves crimes de guerra contra a população civil.

 

Serbia_after_Balkan_Wars

Expansão territorial do Reino da Sérvia após a Guerra dos Balcãs.

 

Deixe uma resposta