21 de Fevereiro de 1916 – Começa a Batalha de Verdun

A mais longa e uma das mais sangrentas batalhas da primeira guerra mundial deu-se início nesta data , durante a mesma mais de 700.000 pessoas perderam a vida.

Antecedentes

Após a vitória francesa na primeira batalha do Marne e o consequente afastamento dos perigos de uma tomada alemã da capital Paris,ambos os lados passaram para um novo estilo de guerra,uma guerra estática com mais de 800 km de trincheiras e fortificações construídas desde o canal da Mancha até a fronteira com a Suíça. As trincheiras propiciaram um excelente modo de defesa,pois não era necessário o emprego de vários homens em sua defesa e atacá-las era somente possível de modo frontal o que acabaria fazendo com que as forças inimigas obtivessem um alto número de baixas.

A escolha da ofensiva em Verdun foi depois de várias operações de reconhecimento,da qual acabaram decidindo que esta localidade era propícia para um ataque em massa e extremamente concentrado. Verdun era a ponta da frente de batalha,onde era formada uma grande saliência porém esta era uma posição extremamente defendida,lá estavam localizados 19 fortes ao redor do forte de Verdun além de possuir uma grande muralha.

Os franceses não acreditavam em um ataque contra este forte,ele parecia seguro até mesmo para os infantes que consideravam este setor do front,um local tranquilo. Eis o relato de um soldado francês:

” Nós não temos quase nada com o que nos preocupar,jogamos cartas frequentemente e às vezes temos que largá-las e pegar os nossos rifles. Mas isto é o usual falso alarme,então voltamos para os nossos acentos e para as nossas cartas,com nossos pensamentos completamente no jogo novamente. “

Apesar deste aparente estado de tranquilidade,Verdun passava por um problema defensivo onde parte de sua artilharia havia sido retirada para o uso em outros locais da frente de batalha, o coronel Émille Driant percebeu que este era um lugar extremamente vulnerável e avisou ao governo francês :

” Estamos fazendo de tudo,dia e noite,para tornar nossa linha de frente inviolável,mas tem uma coisa contra a qual não podemos fazer nada : A falta de mãos. Se nossa linha de frente for rompida por um massivo ataque, a nossa segunda linha não vai segurar. Falta  trabalhadores e também de arame farpado. “

Emile_Driant_1

 Émille Driant

Mapa da Batalha

Verdun_and_Vincinity_-_Map (1)

Forças de Ataque

Foi ordenado a construção de vários quilômetros de ferrovias que providenciariam suporte e dez novas estações rodoviárias,além de milhares de toneladas de rações para soldados e munições que foram trazidas para a região,foi ordenado também a construção de grandes abrigos subterrâneos cada um abrigando 1.200 soldados.

Apesar de no começo do combate somente 100.000 homens estarem iniciando os embates no fim desta batalha mais de 1.250.000 alemães estariam envolvidos neste combate tendo recebidos várias perdas,o comando da tropa estava sob a responsabilidade de :Erich von Falkenhayn,Schmidt von Knobelsdorf, Ewald von Lochow,Max von Gallwitz,Georg von der Marwitz e do Príncipe Willhem.

Para atacar o forte os alemães trouxeram 1200 peças de artilharia entre elas os dois gigantescos canhões Big Bertha de 420mm e o canhão naval Long Max de 380mm,estes canhões pesados representavam mais de 2/3 das forças te artilharia germânica. Os comandantes alemães queriam manter fogo constante de artilharia durante os combates então providenciaram que sua malha ferroviária conseguisse trazer 33 trens carregados de munição por dia para cumprirem a meta de terem para os primeiros seis dias 2.000.000 de cápsulas de artilharias para o disparo e mais 2.000.000 para os 12 dias seguintes.

Westfront, BettungsgeschützCanhão “Long Max”

O Ataque

No dia 21 de fevereiro o ataque alemão começou com mais de 100.000 homens e uma barragem colossal de artilharia contra as forças francesas,os aliados apesar da grande concentração de forças alemãs na região não conseguiram prever o ataque,então para as forças naquele setor do front um grande ataque surpresa havia-se iniciado. O relato de um soldado que estava nas linhas de defesa francesa descreve a situação:

” Fomos varridos por uma tempestade,um furacão. Um temporal que cada vez ficava mais forte com granizo e pedras, com a força destrutiva de um trem expresso. E estamos debaixo disto, você me compreende ? Debaixo disto .”

Somente no primeiro dia foram disparados mais de 1 milhão de tiros de artilharia alemã contra os franceses, os relatos membros das forças francesas descrevem como era estar sob estes disparos :

” Quando uma bomba explode a poucos metros,há um solavanco terrível e então um caos indescritível de fumaça,de terra,de pedras e de galhos de árvores e muito seguidamente,Meu Deus ! Membros,carne e uma chuva de sangue ! “

” A seção que ocupávamos na floresta e que de manhã estava inteiramente coberta de arbustos parecia um depósito de madeira de uma serraria; Um pouco mais tarde eu havia perdido a maioria dos meus homens.”

Para tentar resolver o problema dos avanços os alemães criaram tropas que avançavam em pequenos grupos ziguezagueando pela terra de ninguém e armadas fortemente,estas eram as forças de assalto ou Stormtroops que avançavam contra as forças entrincheiradas francesas. Por volta do 3º dia de combates o império alemão realizou a captura do forte de Douaumont, o principal forte da linha de defesa de Verdun.

A tomada para o forte representou um perigo real as forças francesas,uma vitória em verdun poderia abrir caminho para uma marcha germânica até Paris,o perigo era real. O comandante das forças francesas em Verdun General Phillipe Petáin declarou : ” Eles não devem passar ! “.

Ele providenciou uma tática de combate que providenciava uma rotatividade das forças francesas esta nova estratégia garantia as suas forças que não fossem totalmente destruídas em combate,além da chegada de milhares de homens e materiais a cada dia contribuíram para manter o front. Um dos fatores que aliviaram a pressão alemã sob Verdun foram os seus aliados : Inglaterra,Itália e Rússia. Todos tinham um plano para no ano de 1916 iniciarem ofensivas para desviar as forças germânicas do front de Verdun para outras localidades.

Em junho de 1916 após tropas imperiais se retirarem para prover uma defesa no leste contra uma ofensiva russa a iniciativa dos combates passou para o lado francês,a tática dos stormtroops não surtiu mais efeito os alemães acabaram sentindo isto :

” Todas as nossas invenções parecem voltar-se efeito contra nós feito maus espíritos contra nós,como um monstro destruindo a si mesmo. No meio destas terríveis cenas de destruição,a ideia de alguma vez voltar para casa parece indescritivelmente gloriosa […] “

No dia 24 de outubro de 1916 forças francesas recuperaram o forte Douaumont decretando assim o salvamento de Verdun.

antes e depois

Forte Douamont antes da batalha ( esquerda ) e posteriormente ( direita )

As baixas na batalha

França : 377.000 baixas dentre as quais mais de 150.000 mortos

Alemanha : 337.000 baixas dentre as quais mais de 100.000 mortos

Curiosidades

Na batalha de Verdun lutaram vários personagens que seriam célebres na segunda guerra mundial, do lado alemão o jovem tenente Von Paulus que 26 anos depois comandou as forças alemãs durante a batalha de Stalingrado sob o posto de marechal de campo,do lado francês o jovem Charles de Gaulle com apenas 25 anos foi ferido e capturado durante a mesma batalha, De Gaulle na segunda guerra mundial tornou-se o líder das forças da França livre na Inglaterra e posteriormente foi eleito como presidente francês.

Deixe uma resposta