Disponibilizamos neste link downloads de diversos itens para fins de pesquisa. Não possuímos quaisquer interesses lucrativos para tal. Se houver o desrespeito a qualquer autor, bem como a falta da correta citação da fonte, por gentileza, contate-nos.

YouTube_logo_standard_whiteTEMOS, TAMBÉM, UM CANAL NO YOUTUBE COM ALGUNS DOCUMENTÁRIOS, VÍDEOS E CURIOSIDADES. NOS ACOMPANHE E SE INSCREVA!

Para alguns arquivos, pode ser requerido o programa Adobe Acrobat Reader (para leitura em .pdf) e o descompactador Winrar.

Para leituras de livros, utilize também o programa KOBO para extensões .EPUB.

Áudio

– Álbum Bekannte Soldatenlieder: Coleção de canções alemãs do período entre-guerras até 1945.

Artigos

– BRUNO GÜIGUER – EASY COMPANY: UM RELATO SOBRE A MEMÓRIA COTIDIANA DOS PÁRA-QUEDISTAS AMERICANOS NA SEGUNDA GUERRA

–  ANTÔNIO CARLOS LORENTZ RIPE – As Armas da Infantaria da FEB na Italia (1944-45)  (PTBR)

– FABIANO LUIS BUENO LOPES  – BATALHÃO SUEZ: HISTÓRIA, MEMÓRIA E REPRESENTAÇÃO COLETIVA (1956-2000)

– CARLOS DE MEIRA MATTOS – O BRASIL E SUA ESTRATÉGIA

– CAROLINA MENDES PEREIRA – DELITOS SEXUAIS COMETIDOS PELOS SOLDADOS BRASILEIROS EM CAMPANHA NA ITÁLIA DURANTE A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL: DO ESTUPRO E HOMICÍDIO AO INDULTO

– CELSO AMORIM – ENTRE O DESEQUILIBRIO UNIPOLAR E A MULTIPOLARIDADE

– CLÓVIS BRIGAGAO – PREVENIR, MANTER E CONSTRUIR A PAZ

– CORONEL CORTES – AS FORÇAS ARMADAS E A SEGURANÇA PÚBLICA

– CORONEL MAURÍCIO – NEUTRALIZAÇÃO DE PRESSÕES SOBRE A AMAZÔNIA

– CORONEL PAULO ROBERTO – REAÇÕES AO PROTAGONISMO

– CORONEL SAMPAIO – CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO BRASIL E NO EXÉRCITO BRASILEIRO

DENNISON DE OLIVEIRA – CUSTOS HUMANOS DA DESMOBILIZAÇÃO DA FORÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA

– DENNISON DE OLIVEIRA – PODER MILITAR E IDENTIDADE DE GRUPO NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

– EDUARDO MORETTIN – O CINEMA COMO FONTE HISTÓRICA NA OBRA DE MARC FERRO

– ALEXANDRE BARBOSA DE OLIVEIRA – ENFERMEIRAS BRASILEIRAS NA RETAGUARDA DA SEGUNDA GUERRA

– GENERAL ÁLVARO – O CONFLITO DE 4ª GERAÇÃO E A EVOLUÇÃO DA GUERRA IRREGULAR

– GENERAL ÁLVARO – O NOVO MANUAL DE CONTRA-INSURREIÇÃO DOS EUA

– HERNANE ELESBÃO – TEORIA DA DEPENDÊNCIA E TEORIA DA INTERDEPENDÊNCIA

– MAJOR HERON – TERRORISMO INTERNACIONAL, A COMPLEXIDADE DE UM FENÔMENO ATUAL

– MAJOR MARANHÃO – A DISSUASÃO NUCLEAR NO BRASIL

– NOAM CHOMSKY – CIVILIZAÇÃO ORIENTAL VS CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL

– NOAM CHOMSKY – NUNCA, DESDE A GUERRA DE 1812

– PERRY ANDERSON – FORÇA E CONSENTIMENTO: ASPECTOS DA HEGEMONIA AMERICANA

– RODRIGO MEDEIROS – A DEMOCRACIA EM XEQUE

– RONALDO SARDENBERG – SEGURANÇA GLOBAL, NAÇÕES UNIDAS NOVOS PROBLEMAS

– REINALDO V. THEODORO – SABURO SAKAI

ROBERTO PESSOA RAMOS – DIÁRIO DE GUERRA DE UM PILOTO DE CAÇA (1944 – 1945)

E-books

– Bibliex – História Oral da Segunda Guerra Mundial (8 tomos): TOMO1 TOMO2 TOMO3 TOMO4 TOMO5 TOMO6 TOMO7 TOMO8 (PTBR)

– Carl Von Clausewitz – Da Guerra (PTBR)

– Eric Hobsbawm – A Era das Revoluções (PTBR)

– Eric Hobsbawm – A Era dos Extremos Parte 1Parte 2Parte 3 (PTBR)

– Eric Hobsbawn – Epidemia da Guerra (PTBR)

– David Irving – Churchill`s War – Struggle For Power 01Churchill`s War – Struggle For Power 02Churchill`s War – Struggle For Power 03 (ING)

– Leon Trotsky – History Of The Russian Revolution, Volume 1, History Of The Russian Revolution, Volume 2, History of the Russian Revolution, Volume 3 (ING)

– Sun Tzu – A Arte da GuerraA Arte da Guerra – versão ilustrada e comentada (PTBR)

– Thucydides – The History Of The Peloponnesian War (ING)

– Walter Graziano – Hitler ganhou a guerra (PTBR)

– Jacques Le Goff – História e memória (PTBR)

– Joao Barone – 1942: O Brasil E Sua Guerra Quase Desconhecida (PTBR)

– John Hersey – Hiroshima (PTBR)

– Jorge Luiz – Waffen SS (PTBR)

– Joseph E.Brant – Segredos da Guerra Psicologica: Reminiscencias da Segunda Guerra Mundial (PTBR)

– Stephen E. Ambrose – Band of Brothers – Companhia de Heróis (PTBR)

– Helton Costa – Uma vez na Italia (PTBR)

– Britta Nurmann – The Vikings: RECREATED IN COLOUR PHOTOGRAPHS (ING)

– David Alan Johnson – The Battle of Britain and the American Factor (ING)

– Chris Kyle – Sniper Americano (PTBR)

– William L. Hosch – Rosen Education Service – World War II – People, Politics, and Power (ING)

– William L. Hosch – Rosen Education Service – World War I – People, Politics, and Power (ING)

– Richard Bosworth – Mussolini (ING)

– Iray Carone – Estudos Frankfurtianos Sobre Fascismo e Nazismo (PTBR)

– Carl von Clausewitz – Principles of War (ING)

– A. H. Bowling – British Infantry Regts 1660-1914 (ING)

– Zachary Shore – What Hitler Knew (ING)

– Trotski – Historia de la Revolucion Rusa (ESP)

– Theodore A. Wilson – The Soviet-Afghan War (ING)

– Jerrold M. Post – The Psychological Assessment of Political Leaders (ING)

– Frank Marcotte – Six Days in April Lincoln and the Union in Peril (2005) (ING)

– Ricgard Harwood – Seis milhões realmente morreram (PTBR)

– Joseph Rothschild & Nancy M. Wingfield – Return To Diversity – A Political History of East Central Europe Since World War II (ING)

– Colonel John Hughes-Wilson – Military Intelligence Blunders (ING)

– Juliano De Oliveira – Força Aérea Brasileira (PTBR)

– James F. Dunnigan & Albert A. Nofi – Dirty Little Secrets of WWII (ING)

– Adolf Hitler – Minha Luta (PTBR)

– Laurence Rees – O Carisma de Adolf Hitler (PTBR)

– Leon Degrelle – História das SS Europeias (PTBR)

– Matthew White – O Grande Livro das Coisas Horríveis (PTBR)

– Robert Gerwarth – O Carrasco de Hitler: A Vida de Reinhard Heydrich (PTBR)

– Wendy Lower – As Mulheres do Nazismo (PTBR)

– João Barone – 1942: O Brasil e Sua Guerra Quase Desconhecida (PTBR)

– Jorge Luiz – Waffen SS (PTBR)

– Nicolau Maquiavel – A Arte da Guerra (PTBR)

Joachim Fest – No bunker de Hitler (PTBR)

– Correlli Barnett – Os Generais de Hitler (PTBR)

– João Fábio Bertonha- Patton, O Herói Polemico Da Segunda Guerra (PTBR)

– Léon Degrelle – Quem era Hitler (PTBR)

– Ruth Andreas Friedrich – Diário de Berlim Ocupada – 1945 -1948 (PTBR)

– Erich Maria Remarque – Nada De Novo No Front (PTBR)

– Joshua Levine – Dunkirk, A História Real Por Trás do Filme (PTBR): Em 1940, no porto francês da cidade de Dunkirk, mais de 300 mil tropas Aliadas foram salvas da destruição pelas mãos da Alemanha Nazista em uma extraordinária evacuação pelo mar. Esta é a verdadeira história de soldados, marinheiros, pilotos e civis envolvidos no resgate de 90 dias que se tornou uma lenda. Agora, a história que o primeiro-ministro britânico Winston Churchill descreveu como um “milagre” é narrada pelo autor best-seller Joshua Levine, incluindo entrevistas com veteranos e sobreviventes. Contada do ponto de vista de quem estava na terra, no ar e no mar, o livro “Dunkirk” é um relato dramático da derrota que levou à vitória da guerra e preservou a liberdade de gerações por vir.

– Jean-Paul Bertaud – A queda de Napoleao (PTBR): Em três dias de junho de 1815, desenrola-se todo o drama que irá decidir o futuro da Europa Ocidental. O exército francês acaba de ser derrotado em Waterloo. Napoleão está pressionado por todas as forças políticas que o cercam, mas ele se recusa a renunciar. Durante três dias, seu destino e o da França oscilam. Será que o imperador tem outra alternativa além de abdicar? Apoiado em farto material de pesquisa, o escritor e historiador Jean-Paul Bertaud reconstrói, em ritmo de thriller político, os momentos que selaram o fim do império de Napoleão. Em meio a intrigas, jogos de poder e diálogos vividamente reconstituídos, o leitor é transportado para o centro dos acontecimentos. E, tal qual um romance histórico, veremos vacilar e se extinguir a chama daquele que durante anos garantira para a França o domínio sobre a Europa.

– Tania Crasnianski – Filhos de nazistas (PTBR): Até 1945, seus pais eram considerados heróis. Depois da derrota alemã, ficou claro que eram carrascos. Gudrun, Edda, Niklas e os outros retratados neste livro são os filhos de Himmler, Göring, Hess, Frank, Bormann, Höss, Speer e Mengele, alguns dos principais responsáveis pelo horror nazista. Crianças ou adolescentes durante a guerra, eles a viveram sob a proteção de seus pais afetuosos e poderosos. Para eles, a queda do Reich foi um verdadeiro choque de realidade. Inocentes, inconscientes dos crimes de seus pais, descobriram então toda a sua extensão. Alguns julgaram e condenaram. Outros continuaram reverenciando esses homens execrados por toda a humanidade. Filhos de nazistas retrata a ascensão e o cotidiano, ao mesmo tempo extraordinário e banal, desses altos funcionários que realizavam diariamente seu trabalho de morte – e depois conviviam com suas famílias, instaladas por vezes ao lado dos campos de concentração e extermínio – e descreve as existências singulares de seus filhos ao se tornarem adultos: a queda, a miséria, a vergonha ou o isolamento.

– Jeremy Scahill – Guerras Sujas (PTBR): Nesta história pouco convencional da Guerra ao Terror, o jornalista Jeremy Scahill busca o novo paradigma da política externa norte-americana: a luta longe dos campos de batalha declarados, por unidades que oficialmente não existem, em milhares de operações para as quais não há dados oficiais. Conduzindo o leitor por uma viagem vertiginosa do Afeganistão ao Paquistão, de Washington ao Iêmen e à Somália, do Reino Unido ao Iraque, na tentativa de entrevistar agentes secretos, mercenários, líderes de organizações terroristas e parentes de vítimas, Scahill revela vidas por trás das sombras e uma nova visão da guerra contemporânea a partir de histórias que um olhar desatento julgaria desconexas. Entrelaçando relatos que abrangem desde os primeiros dias do governo Bush até o segundo mandato de Obama, o autor nos apresenta os homens que comandam as operações mais secretas das forças armadas americanas e da CIA, histórias de participantes que passaram a vida incógnitos, alguns dos quais contribuíram com o livro sob a condição de não ter sua identidade revelada. O mundo sabe que a Equipe 6 dos Sea, Air, Land Teams (SEALS) e o Comando Conjunto de Operações Especiais (Joint Special Operations Command, JSOC) foram as unidades que mataram Osama bin Laden. Este livro revelará missões até agora desconhecidas dessas mesmas forças, que nunca serão discutidas por políticos norte-americanos nem imortalizadas em filmes de Hollywood.

– Cornelius Ryan – A Última Batalha (PTBR): Europa, 1945. Acontece a batalha final do mais sangrento combate militar do século XX. Após a ofensiva aliada na Europa Central, iniciada em junho de 1944, no Dia D, e após o rompimento do front oriental alemão pelas tropas soviéticas, a queda de Hitler e o fim do delírio nazista tornam-se iminentes. A última batalha relata os principais e mais emocionantes momentos dos últimos meses da Segunda Guerra Mundial. Baseando-se tanto em fontes oficiais e entrevistas com líderes militares quanto em depoimentos de soldados e civis, Cornelius Ryan escreveu uma obra impregnada de tensão humana. E é colocando em cena o homem comum – o grande afetado pelas guerras – que o autor faz deste livro o grande clássico sobre a tomada de Berlim pelos Aliados. A luta diária dos civis para sobreviverem na capital alemã bombardeada e às vésperas da invasão, os impasses políticos e diplomáticos dos bastidores da guerra, o que pensavam os militares próximo à vitória e à derrota, o dia-a-dia no bunker de Hitler e o suicídio do Führer – estas e muitas outras histórias são contadas pelo escritor que reinventou e humanizou a literatura de guerra.

– Mitch Weiss e Kevin Maurer – Caçando Che (PTBR):Mitch Weiss é jornalista investigativo da Associated Press. Em 2003, foi designado para a série de reportagens Buried Secrets, Brutal Truths, que revelou as atrocidades cometidas por uma unidade de combate norte-americana na Guerra do Vietnã. A série levou a uma investigação por parte do Pentágono, e Weiss recebeu o Prêmio Pulitzer 2004 de Jornalismo Investigativo. Kevin Maurer é repórter especializado na cobertura de operações militares das Forças Especiais norte-americanas. Após cobrir operações dessas tropas por quase uma década, passou dez semanas com uma equipe de Boinas-Verdes no Afeganistão em 2010. É coautor do best-seller Não há dia fácil, sobre a operação que capturou Osama Bin Laden. A história da operação militar norte-americana que transformou camponeses bolivianos em força de combate e capturou o guerrilheiro mais famoso do mundo. Ícone da Revolução Cubana, Ernesto “Che” Guevara entrou para a história como um dos maiores símbolos comunistas da segunda metade do século XX, mas detalhes de sua prisão e execução ainda são desconhecidos. Ao esmiuçar relatórios do governo, documentos oficiais e relatos de testemunhas, os jornalistas Mitch Weiss e Kevin Maurer revelam os bastidores de uma das primeiras missões verdadeiramente bem-sucedidas das Forças Especiais norte-americanas, os Boinas-Verdes: aquela que, em 1967, capturou Guevara, então escondido nas selvas montanhosas da Bolívia. Caçando Che narra as façanhas do major Ralph “Pappy” Shelton, que, com uma equipe de especialistas norte-americanos escolhidos minuciosamente, transformou um grupo maltrapilho de camponeses bolivianos nos Rangers, uma força de combate montada para encontrar o guerrilheiro. Além dele, são personagens essenciais da história o general René Barrientos, o agente da CIA Félix Rodriguez e Gary Prado Salmón, comandante boliviano dos Rangers que terminou por prender Guevara.

– Marcus Luttrell e Patrick Robinson – O Grande Herói (PTBR): Eles foram enviados ao Afeganistão para capturar ou eliminar um líder da al-Qaeda. Eles são os soldados mais bem treinados dos Estados Unidos. Eles são SEALs. Mas apenas um deles voltou. Lançado originalmente pela Editora Planeta com o título ‘O único sobrevivente’, este livro é o testemunho emocionante de Marcus Luttrell, combatente de elite da Marinha americana que enfrentou montanhas repletas de terroristas e perdeu toda a sua equipe. O estilo apaixonante dos autores faz deste livro um dos relatos de guerra mais impressionantes da história contemporânea.

– Ben Urwand – A Colaboração: O Pacto entre Hollywood e o Nazismo (PTBR): Para continuar a fazer negócios na Alemanha após a ascensão de Hitler ao poder, os estúdios de Hollywood concordaram em não fazer filmes que atacassem os nazistas ou que condenassem a perseguição aos judeus na Alemanha. Ben Urwand revela esse acordo pela primeira vez – uma ‘colaboração’ que envolveu um elenco de personagens que ia desde conhecidos líderes alemães como Joseph Goebbels, até ícones de Hollywood, como o todo-poderoso Louis B. Mayer. No centro da história de Urwand está o próprio Hitler, que tinha obsessão por filmes e reconhecia o grande poder desse veículo em moldar a opinião pública. Em dezembro de 1930, seu partido promoveu manifestações de rua contra a projeção em Berlim do filme Nada de Novo no Front, o que desencadeou uma malfadada série de eventos e decisões. Com receio de perder acesso ao mercado da Alemanha, todos os estúdios de Hollywood fizeram concessões ao governo alemão e, quando Hitler chegou ao poder em 1933, os estúdios – muitos deles chefiados por judeus – passaram a negociar diretamente com seus representantes. Pesquisando minuciosamente documentos de arquivo nunca antes examinados, A Parceria levanta a cortina de um episódio da história de Hollywood – e dos Estados Unidos – que até agora ficara oculto.

– Myriam Pinheiro de Vasconcellos – A Guerra Vista do Terceiro Andar (PTBR): Em ‘A Guerra Vista do 3o Andar’, a autora narra as memórias de sua adolescência durante o período em que viveu em Londres em plena Segunda Guerra Mundial. Sob um olhar carregado de juventude a autora apresenta não apenas as dificuldades enfrentadas pela população civil em meio ao conflito, mas também o modo ingênuo como as crianças encaravam e viviam o cotidiano da guerra.

– Ivo Maioli – A História da Segunda Guerra Mundial (PTBR): Uma compilação completa e rica da maior guerra da humanidade.

– William L. Shirer – Ascensao e Queda Do Terceiro Reich (PTBR): A Ascensão e Queda do Terceiro Reich do jornalista e escritor norte-americano William L. Shirer é uma obra literária em seis volumes que relata a história da Alemanha nazista. É considerada uma das melhores e mais importantes obras sobre este assunto. Shirer, um repórter da rádio CBS, esteve na Alemanha durante muitos anos até dezembro de 1940, quando a crescente censuradas suas emissões pelos Nazistas tornaram o seu trabalho impraticável. Este livro publicado originalmente pela primeira vez em 1960 pela Editora Simon & Schuster, Inc, retrata de maneira incisiva os acontecimentos históricos na Alemanha Nazista. Foi editado em português pela Editora Civilização Brasileira e mais recentemente, pela editora AGIR, também do Brasil.

Lilly Marcou – A Vida Privada de Stalin (PTBR): Fruto da determinação da historiadora francesa Lilly Marcou em conhecer melhor uma figura tão contraditória, a obra busca traçar um perfil revelador do homem sempre ofuscado pelo mito. Sem pretender promover um novo julgamento dos anos de terror stalinista, o resultado do trabalho de Marcou é um Stálin de carne e osso, humano, ainda que não menos vulnerável às acusações da posteridade. Para escrever este livro, baseado em trinta anos de pesquisas, ela contou com fontes primárias. Mergulhou nos arquivos abertos ao Ocidente após o fim da União Soviética e entrevistou parentes e pessoas próximas a Stálin que sobreviveram aos expurgos. A autora evidencia como as atrocidades do regime conviviam com a esfera privada na vida do ditador e desvenda o homem por trás do mito, sem com isso questionar seus crimes. Por trás do líder carismático que mobilizou nações e surpreendeu seus pares como Churchil e Roosevelt; ou do governante implacável na eliminação de seus opositores, mesmo que fossem membros de sua própria família, ela recupera o jovem inúmeras vezes exilado pelo czar e o homem duas vezes viúvo e envolto numa crescente paranoia. Nesse processo, apresenta fatos novos, ilumina aspectos omitidos ou ignorados e esclarece controvérsias, fazendo a ponte entre o rumor e a realidade.

– Tilar J. Mazzeo – O Hotel na Place Vendôme (PTBR): Inaugurado em 1898, na Place Vendôme, no coração de Paris, o Hôtel Ritz logo se tornou sinônimo de luxo e exclusividade, frequentado por estrelas de cinema e escritores célebres, ricas herdeiras americanas, playboys excêntricos, políticos e príncipes. Na década de 1920, o bar do hotel se tornou o ponto de encontro de F. Scott Fitzgerald e outros autores da Geração Perdida, entre eles Ernest Hemingway. Em 1940, quando a França foi dominada pelos alemães, o Ritz foi o único hotel de alto luxo autorizado pelo Terceiro Reich a continuar funcionando na cidade ocupada. Em O hotel na Place Vendôme, Tilar Mazzeo investiga a história desse marco cultural desde a sua inauguração na Paris de fin de siècle até a era moderna. E, acima de tudo, faz uma crônica extraordinária da vida no Ritz durante a Segunda Guerra Mundial, quando o hotel serviu, ao mesmo tempo, de quartel-general dos mais graduados oficiais alemães e de lar dos milionários que permaneceram na cidade, entre eles Coco Chanel. Mazzeo nos conduz pelos salões de jantar, suítes, bares e adegas do imponente edifício, revelando um território propício para negócios ilícitos e intrigas mortais, além de extraordinários atos de rebeldia e traição. Rico em detalhes e repleto de histórias fascinantes, O hotel na Place Vendôme é uma narrativa impressionante sobre glamour, opulência e extravagância, e também sobre conexões perigosas, espionagem e resistência. Uma viagem inesquecível a um período único e intrigante da história, quando a França — e toda a Europa — sofreu transformações que definiriam o mundo como o conhecemos hoje.

– Diane Ackerman – O Zoológico de Varsóvia (PTBR): Jan e Antonina Zabinski eram os encarregados cristãos do Jardim Zoológico de Varsóvia quando, no início da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha invadiu a Polônia, e os bombardeios que destruíram a cidade mataram boa parte dos animais. O casal passou, então, a esconder judeus nas celas vazias, aproveitando a obsessão dos nazistas por animais raros e com isso salvou mais de trezentas pessoas condenadas. Sua história, no entanto, desapareceu por entre as frestas da “grande” História, como às vezes acontece com os atos de compaixão radical e extrema coragem. Este livro de Diane Ackerman é o testemunho poderoso dessa coragem, uma história que celebra, com rara sensibilidade, a beleza, o mistério e a tenacidade do espírito humano e da própria vida.

 

Leave a Reply